Iris Motos

"O Máximo em Duas Rodas!

Igreja Evangélica Pentecostal Os Escolhidos de Deus

Itarantim Bahia!

sábado, novembro 24, 2012

Senhor, Afasta de Mim Tudo Aquilo o Que Me Afasta de Ti (?).


Hoje, na vida de muitas pessoas, algo que se encontra muito presente é a conexão a diversas redes sociais. Orkut, Twitter e Facebook são apenas algumas das mais famosas entre outras. Nos conectamos ao mesmo tempo com irmãos da igreja, família, companheiros do trabalho, amigos de tempos da escola e familiares distantes! Tudo isso ao mesmo tempo! Fácil e prático.
Acontece que durante esses acessos diários ou semanais vemos diversas coisas. Lemos o que outros escrevem, fotos de eventos e tantas outras coisas. Acontece que muitas vezes lemos coisas e nem raciocinamos direito em seu significado real.
Certa vez, li o que alguns de meus contatos 'postaram'. No começo não dei muita importância, mas depois refleti no que ali estava escrito:
"Senhor, afasta de mim tudo aquilo o que me afasta de ti"

Vi a imagem mais de uma vez. E em uma delas fiz a seguinte pergunta: "Que absurdo é esse?"
Estamos invertendo o sentido da responsabilidade? Deus é culpado por estarmos ocupados com Internet, TV, futebol e tantas coisas que nos afastam dEle? Por que devo falar para Deus: "Afasta de mim aquilo que me afasta de ti" enquanto eu não estou fazendo nada?
É muito verdade que os nossos dias tem ficado cada vez mais curtos! Temos que trabalhar, ir à faculdade, igreja, temos nossas famílias, nossos problemas e nossa vida social. Tudo isso acontecendo ao mesmo tempo. É difícil, muitas vezes, conciliar tudo ao mesmo tempo, é verdade! Mas é nossa INTEIRA RESPONSABILIDADE, o tempo que NÃO reservamos a ELE.

Se você se encontra nesta situação, ore! Peça a Deus que lhe ajude e altere essa frase colocada de maneira equivocada. Fale para Deus:
"Senhor, me ajude! Quero limpar da minha vida aquilo que me afasta de Ti. Tenho dificuldade em conseguir isso sozinho, mas necessito que o Senhor me torne melhor e mais parecido com o que o Senhor quer de mim! Preciso da Tua ajuda!"

Como conseguir isso? Orando e lendo Sua Santa Palavra. Veja o que diz o Salmista:

"Como é feliz aquele que não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta dos pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores! Ao contrário, sua satisfação está na lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite".
(Salmos 1:1,2)

Se atente para a segunda parte do trecho citado: "... sua satisfação está na lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite". Será que temos separado esse tempo como devíamos? Será que a leitura da Palavra tem ocupado o espaço importante que a ela merece?
É fácil pedir a Deus que "afaste aquilo que me afasta dEle", mas o que tenho feito? Tenho orado e meditado em sua Palavra diariamente? Somos falhos, pecadores e NECESSITAMOS de sua ajuda diariamente. Veja esse outro belo texto:
O meu corpo e o meu coração poderão fraquejar, mas Deus é a força do meu coração e a minha herança para sempre"
(Salmos 73:26)

Deus é nossa ajuda e nosso amparo no momento da dificuldade. Devemos nos alimentar com sua palavra e não com coisas que trazem morte ao nosso corpo. É claro que podemos entrar na Internet, ver TV e fazer dezenas de coisas que costumamos fazer, desde que a Palavra de Deus venha em primeiro lugar!
"Filho meu, atenta para as minhas palavras; às minhas razões inclina o teu ouvido. Não as deixes apartar-se dos teus olhos; guarda-as no íntimo do teu coração. Porque são vida para os que as acham, e saúde para todo o seu corpo. Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida."
Provérbios 4:20-23

Leia a Bíblia diariamente! Não consegue? Entregue sua dificuldade ao Senhor que Ele o ajudará! Mas o primeiro passo é você quem deve dar. Ele te ajudará!

Deus te abençoe

Autor: Danilo Zanon

8 Razões Para Você Frequentar Uma Igreja.


O salmista declara, “Alegrei-me quando me disseram, ‘Vamos à casa do Senhor! ’” (Sl 122.1; ênfase minha). Distrações mundanas, teologia ruim, ou o pecado que habita em nós podem nos fazer perder de vista por que nós devemos estar alegres quando nos encontramos para o Dia do Senhor. Podemos até começar a pensar que nossas devocionais individuais são um substituto adequado, se não superior, no que diz respeito a ir à Igreja.

Claro, tanto a adoração individual quanto a coletiva são vitais para o nosso relacionamento com Deus, mas existem algumas razões para o escritor de Hebreus nos admoestar a não seguir o “hábito de alguns” de negligenciar se encontrarem com outros (Hb 10.25). Aqui estão algumas dessas razões:


OBEDIÊNCIA À PALAVRA DE DEUS
Enquanto Hebreus 10.25 diz diretamente que não devemos negligenciar nos encontrarmos uns com os outros, o repetido uso da frase “quando vocês se encontrarem” por Paulo, em 1 Coríntios 11 e 14, indica que os Coríntios se reuniam em assembleia regularmente. Ele muitas vezes se refere à igreja na casa de fulano e sicrano, e nós podemos assumir que ele não falava da igreja como uma estrutura física, mas como pessoas que regularmente se encontravam naquela casa.

O ESPÍRITO TRABALHANDO ATRAVÉS DOS OUTROS
Nós devemos ser capazes de nos encorajar no Senhor através do estudo da Bíblia, oração e adoração com músicas, mas Deus também nos ordena explicitamente a estarmos uns com os outros. “O olho não pode falar para a mão, ‘Eu não preciso de você’, ou a cabeça ao pé, ‘Eu não preciso de você’” (1 Co12.21). Ninguém tem todos os dons. Deus não trabalhará em mim através de dons como pregação, encorajamento, compaixão, liderança e fé, se eu não estiver presente para experimentar esses dons.

SERVINDO EM AÇÃO E ATITUDE
Quando eu canto a Deus, oro, ou leio as Escrituras sozinho, eu estou sendo abençoado. Quando eu faço isso com outros, posso ser um meio de demonstrar as variadas formas da graça de Deus para com eles (1 Pedro 4.10). Meu semblante e entusiasmo , assim como o desenvolvimento dos meus dons espirituais, são todos caminhos em que eu posso apontar pessoas para a grandiosidade do Deus que adoramos. Colossenses 3.16 nos diz que cantar é um dos jeitos de ensinar e admoestar uns aos outros. Isso requer muito mais do que cantar sozinho com meu iPod.

MANIFESTAÇÃO DA PRESENÇA DE DEUS
Enquanto tratava da preferência dos coríntios por certos dons espirituais, Paulo nota como esses dons podem alertar um incrédulo sobre a presença de Deus. David Peterson escreve: “1 Co. 14.24-25 sugere que Deus está presente de um jeito distinto nas reuniões cristãs através da Sua Palavra e pela operação do Espírito” (Engaging with God, 196) . Sem fazer encontros experimentais com Deus como nosso objetivo primário, nós devemos esperar que Deus nos faça mais conscientes da Sua presença quando nos encontramos com outros.

A VOZ DE DEUS ATRAVÉS DA PREGAÇÃO
A tecnologia nos permite ouvir sermões que perdemos ou mensagens de igrejas das quais não frequentamos, mas quando a igreja se reúne em um lugar e em uma mesma hora para ouvir a Palavra de Deus proclamada, é um evento único. O próprio Deus nos chama de Seu povo. O Espírito trabalha nos nossos corações para convencer, confortar, iluminar e exortar. Nós ouvimos a voz de Deus através de pessoas e somos transformados.

DEMONSTRANDO A UNIDADE NO EVANGELHO
Ser um em Cristo é mais do que se encontrar regularmente em uma sala, mas não é menos. Cantar canções, recitar crenças e ler as Escrituras juntos é um jeito de declarar a mim mesmo e aos outros que eu faço de um templo santo, não apenas um tijolo aleatório ou uma pedra solta (Ef 2.19-22). “A proclamação cristã pode fazer o evangelho audível , mas cristãos juntos em congregação tornam o evangelho visível (veja João 13.34-35)” (Mark Dever, The Church: The Gospel Made Visible, p. xi).

MORRENDO PARA VOCÊ
Vamos encarar – é muito mais fácil adorar a Deus sozinho do que com outras pessoas. Os encontros na igreja nos introduzem a muitos agravantes, como estacionamento insuficiente, pessoas sentando no meu lugar, vozes desagradáveis, músicas que eu não prefiro e pessoas problemáticas. Mas é isso que torna esses encontros oportunidades ideais para cultivar a humilde atitude de Cristo (Fl 2.1-5) e morrer para nós mesmos.

ANTECIPAÇÕES DO CÉU
Quer saber como vai ser o céu? Vá à igreja. A cantoria pode não ser tão estelar quanto, o número pode estar drasticamente reduzido, as pessoas podem ter vindo de uma mesma etnia, mas Hebreus 12 diz que nós já chegamos à “Jerusalém celestial, e aos muitos milhares de anjos; a universal assembleia e igreja dos primogênitos, que estão inscritos no céu, e a Deus, o juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados ; e a Jesus, o Mediador de uma nova aliança” (v. 22-24). Jesus nos trouxe para perto do Pai através do Sua obra expiatória consumada no Calvário. Podemos nos achegar com ousadia junto ao trono da graça do Seu povo (Hb 10.19-22). Isso é o céu.

Então, da próxima vez que você for tentado a pensar que faltar o culto de domingo não vai doer, lembre-se do que você estará perdendo. E agradeça a Deus por você ter o privilégio e a liberdade de desfrutar da adoração coletiva com o corpo de Cristo toda semana.


Autor: Bob Kauflin

quarta-feira, agosto 15, 2012

No Jardim da Esperança.


“ ...como o carvalho e a azinheira que depois de se desfolharem ainda ficam firmes...” Isaías 6:13.
Profeta Isaías era um admirador da natureza e se procurarmos com atenção, encontraremos diversas referências a ela em seus escritos. Ele descreve, em forma metafórica, o comportamento de árvores em comparação aos dos homens: salgueiro, videira, carvalho e azinheira são algumas das espécies que enumerei ao meditar nas profecias de Isaías; o homem que por três anos, andou seminu e descalço. Penso que esse estilo incomum de vida, por vezes o afastava da cidade, conduzindo-o a jardins e desertos, em reflexão de vida, oração e contemplação da natureza. Foi Isaías quem profetizou: “E o resto das árvores da sua floresta será tão pouco em número que um menino as contará” Is 10:19 o verso se refere a governos, mas também fica claro a revelação sobre o desmatamento florestal, fato que já ocorre em nossos dias e ganhará maiores e devastadoras proporções no futuro.
É verdade, a natureza diz muito sobre a vida. Quem sabe, Isaías, o homem nu, tenha encontrado conforto para si na linguagem das árvores, na forma como Deus sabiamente ministra através delas. Por isso, te convido a passearmos juntos nas plantações : Eu, você e Isaías. Vamos aprender com o carvalho e a azinheira?

A Azinheira:
É uma árvore tipicamente mediterrânea. Sua madeira é tão resistente que é difícil ser trabalhada, ainda assim, historiadores afirmam que foi dessa madeira que surgiram os primeiros inventos da roda . Marceneiros da Argélia preferem trabalhar com essa árvore, apesar de calejar mais as mãos, as obras têm mais durabilidade. Essa resistência toda encontrada na azinheira, vem de um componente chamado ácido tânico, ele que encorpa e endurece a madeira da azinheira. Mas não é só a madeira da planta que é de alta qualidade, suas folhas também são duráveis, vejam só o que encontrei sobre as folhas da azinheira:
"Os gregos antigos tinham a azinheira em alta, embora mais por razões simbólicas do que práticas. As folhas da árvore foram pensados ​​para ser infalível e foram usados ​​para predizer o futuro. Elas também foram usados ​​para coroas de honra para as pessoas de distinção. A bolota (fruto da azinheira) era visto como um sinal de fertilidade e joias usadas como pingentes e colares com bolotas  de imitação foi acreditado para aumentar as chances de ser fértil."
Ou, ou, vamos convidar os gregos a se retirarem desse nosso passeio, superstição até que rima com revelação, mas não tem nenhuma ligação! Ora vejam senhores gregos, Deus é o Ùnico: Onipotente, onipresente e Onisciente, o futuro a Ele pertence! E por favor, nada de fazer coroas de honra com folhas de azinheira, em pouco tempo a honra dos heróis gregos passará e a coroa ficará encostada em algum lugar. Lhes apresento, a coroa de glória que está posta sobre a cabeça do Rei dos Reis o que nunca há de passar. Guardem essa lição: “E olhei, e eis uma nuvem branca, e assentado sobre a nuvem um semelhante a filho de homem, que tinha sobre a cabeça uma coroa de ouro, e na mão uma foice afiada. ” Ap 14:14. Bem, se depois disso se comportarem melhor e não ficarem destruindo a copa das azinheiras, podem ficar conosco.

A azinheira, assim como o carvalho, cresce bastante e em qualquer tipo de solo, porém ela prefere o calor. Atualmente existem muitos países que cultivam a azinheira em suas florestas por ser ela de grande resistência ao fogo. Inglaterra e Portugal estão inseridos nesse contexto.

O Carvalho
Já fiz outros estudos sobre ele, e confesso: é uma árvore inspiradora, imponente! Carvalhos ficam mais fortes a cada tempestade. Os mais antigos, apresentam tronco bem grossos e disformes, é que por receberem mais embates (raios, chuva forte e etc) as raízes se aprofundam para dar maior sustentação , consequentemente a árvore fica maior e mais forte. Carvalhos carregam em si as marcas das lutas e das vitórias. As folhas do carvalho, não caem facilmente e costumam durar uma estação inteirinha grudadas nos galhos. Elas apresentam queda tardia e quando chega a primavera, lá estão elas ainda nas árvores, por isso diz-se que as folhas do carvalho são marcescente. É comum ver carvalhos e azinheiras em um mesmo ambiente. Como aqui em nosso passeio com Isaías, percebem?

  • Isaías? Lá está ele, reservado e contemplativo, parece em oração. Depois o indagaremos sobre isso, certamente ele terá coisas incríveis para nos dizer!


Aprendendo com o profeta Isaías: lições dos carvalhos e azinheiras
"Porém ainda a décima parte ficará nela, e tornará a ser pastada; e como o carvalho, e como a azinheira, que depois de se desfolharem, ainda ficam firmes, assim a santa semente será a firmeza dela." Isaías 6:13

Nosso passeio já estava chegando ao fim quando o profeta se aproxima de nós e em metáfora nos exorta a sermos firmes tal qual as árvores que observamos. Nos despedimos e voltei para casa com aquela frase grudada nos sentidos, tal qual as folhas do carvalho quando grudam em seus galhos e só despregam em outra estação. O que Deus estaria me dizendo?

Essas árvores se tornam mais fortes quando confrontadas com as adversidades, isso não é para elas uma tragédia, mas uma oportunidade de demonstrarem a força da superação que compõe suas essências. Despidas de suas folhas, essas árvores, são a representação da esperança e renascimento , elas não abandonam os galhos facilmente, mas aguardam nova estação para florescerem. Azinheiras, especialmente murcham e logo reverdecem, sequer dão chance a tristeza e a solidão. Elas sorriem mesmo em pedaços, porque sabem que a redenção está próxima. Não morrer, não desistir, não perder a fé, mesmo que o mundo lance “raios e fortes tempestades” em sua direção. Façamos como o carvalho, aprofundemos nossas raízes, firmando-nos em Cristo Jesus porque disso advém a fortaleza do cristão. Se o carvalho e a azinheira permanecem de pé quando já deveriam estar abatidas ao chão, é porque o segredo está na raiz. Lá estão, lá permanecerão como memorial de resistência e não apenas isso, de vitória.
Não há homem que esteja livre da opressão, contudo alguns se entregam e outros vencem. Os que se entregam, vivem eterna tragédia : O mundo gira e eles com o mundo sendo levados pelas tempestades. O mundo é um espiral que tenta nos “sugar” para o abismo da morte, em morte mesmo na vida. É uma floresta em que machados tinem com ânsia de devastação. Mas, se houverem carvalhos e azinheiras, nem abismo, nem devastação.
O cristão é cidadão de dois mundos: estrangeiro na terra , com estadia eterna no céu e nisso consiste nosso segredo, nas raízes: Rm 8:18 Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada. Vislumbramos o eterno vivendo o passageiro. Profeta Isaías, no verso sobre carvalho e azinheira, diz que a santa semente ficará firme, mesmo depois de ter sido sacudida, provada, ela será a firmeza da terra. A santa semente, são os filhos de Deus, os que permanecem confiando, mesmo quando tudo está sendo sacudido: as folhas caem, murcham, mas como espanto, permanecem firmes e prosperando.
Quero ser tal qual o carvalho e a azinheira porque em mim habita a certeza da salvação, do mesmo Espírito que ressuscitou a Jesus, e Ele há de ressuscitar Suas promessas em mim. Disse Jó, do alto de sua miséria: "Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra. E depois de consumida a minha pele, contudo ainda em minha carne verei a Deus", Jó 19:25-26. Depois de todo sofrimento, lá estava Jó mais firme e próspero do que nunca: Jó carvalho e azinheira.

Deus os abençoe.

MISERICÓRDIA! Ivete Sangalo é mais admirada do que Jesus Cristo, diz pesquisa.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos para a Revista Contigo! revelou que as mulheres brasileiras admiram mais a cantora Ivete Sangalo que Jesus Cristo. Foram ouvidas 6 mil mulheres resultando que para 7% delas a cantora baiana é a mais admirada, em seguida vem Luciano Huck com 6%, Xuxa com 4% e Silvio Santos também com 4%. Jesus Cristo viria depois seguido de Dalai Lama, Dilma, Lula, Fernando Henrique Cardoso e Obama.
No microblog a notícia caiu como uma bomba, sendo comentada até mesmo por homens como foi o caso do pastor Marco Feliciano que não acreditou no resultado. “Não fui entrevistado, você foi?” questionou o pastor e deputado federal em seu Twitter ao retransmitir um link do jornal Estadão. Por alguns minutos Jesus Cristo foi um dos temas mais comentados do Twitter, poucas pessoas perceberam que hashtag tinha relação com a pesquisa e passaram a declarar seu amor e devoção pelo Salvador.

terça-feira, julho 31, 2012

Vai, vende tudo o que tens.


Sérgio Muller

Peguei minha Bíblia e comecei a ler o texto:

 “Certo homem de posição perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom, senão um, que é Deus. Sabes os mandamentos: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra a teu pai e a tua mãe. Replicou ele: Tudo isso tenho observado desde a minha juventude. Ouvindo-o Jesus, disse-lhe: Uma coisa ainda te falta: vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro nos céus; depois, vem e segue-me. Mas, ouvindo ele estas palavras, ficou muito triste, porque era riquíssimo.” Lucas 18:18-23

Fechei meus olhos e por alguns momentos tive um sonho...
“Sérgio, algumas coisas ainda te faltam também! – disse-me Jesus.
-O que está faltando Senhor?” – perguntei.
-Vai, e vende tudo o que tens, dá aos necessitados, e Me farás feliz! – respondeu Jesus.
-Mas Senhor, deve haver algum engano. Eu não sou rico, e não tenho lá tantas bens assim – Respondi meio apavorado.
-Mas quem foi que te falou que Eu só faria um pedido desses aos que fossem ricos? – perguntou-me o Mestre.
-Bom Senhor, eu pensei que... hummm... deixa pra lá. O que o Senhor deseja que eu venda especificamente? – respondi.
-TUDO! – disse Ele!
-O Senhor está falando da minha casa, da minha TV, geladeira, fogão... carro? O carro também? – perguntei assustado.
-Sim, tudo isso. E o carro também, é claro. Afinal, você não diz sempre que fui Eu quem lhe dei o carro? – Ele me olhou bem nos olhos quando me disse isso.
-Mas Senhor, eu pensei... E a minha família, como vai ficar? – Nessa altura nem eu mais sabia o que estava pensando.
-Pensou o quê? Pensou que eu nunca te faria esse desafio? Pensou que ‘negar a si mesmo’ não incluía isso? Mas não se preocupe. Eu tomarei conta da sua família – disse Jesus, e depois continuou...
-Ah, e não se esqueça dos livros e das Bíblias que você tem. Venda tudo! – Ele fitou bem meus olhos e viu que lágrimas começaram a surgir.
-Ah Senhor, não! Não pode ser. Os livros? Todos eles?... E as Bíblias? O Senhor não pode estar falando sério. Isso é só um teste não é mesmo? Sim, isso... um teste como o Senhor fez com Abraão. – Eu respondi chorando, quase implorando.

-Eu estou falando sério. Ninguém pode ser meu discípulo se não estiver disposto a renunciar a tudo que tem... Tudo! – respondeu Ele.

-Mas Senhor... os livros e as Bíblias... como vou continuar ensinando a Tua Palavra sem isso? – O desespero tomava conta de mim.

-Não se preocupe. Eu Sou tudo o que você precisa. Meu Espírito habita em você! – disse-me Ele.
-Eu sei disso Senhor, mas é que... que... – fiquei sem palavras e abaixei a cabeça.

Jesus viu meu silêncio... Minha relutância...  dificuldade em ceder ao que Ele estava pedindo... E Ele ficou triste."

Então, abri meus olhos e percebi a dificuldade que aquele jovem desconhecido um dia teve. Descobri que posso inventar mil e uma desculpas, mas que ainda há muitas coisas em que estou apegado e que teria sérias dificuldades em abrir mão delas.

Bem, essa conversa foi entre mim e Ele.

E você, como acha que seria se Ele tivesse uma conversa dessas com você hoje? Será que ainda te falta alguma coisa também?

Reflita nisso!

Deus te abençoe!

Incêndio mata cerca de 100 pastores em presídio de Honduras.


Penitenciária tinha um projeto de evangelismo forte e contava com dezenas de pastores de células.

Um incêndio em uma prisão em Comayagua, cerca de 140 quilômetros ao norte de Tegucigalpa, capital de Honduras, chocou o país. Morreram pelo menos 300 prisioneiros, muitos deles eram pastores evangélicos que realizavam cultos diários na prisão.
O porta-voz do corpo de bombeiros, Josué Garcia, descreveu como “horrível” as cenas que ele viu no lugar enquanto tentavam apagar o fogo. Ele disse que muitos prisioneiros morreram gritando por não conseguir sair de suas celas. Na prisão havia 852 homens encarcerados.
Her Chinchilla, líder de um grupo de capelães prisionais de Honduras, falou sobre o estado de muitos dos prisioneiros e suas famílias.
“Confirmamos que existem muitos cristãos entre as vítimas “, explicou. Foi divulgado que entre 180 e 200 dos presos eram crentes que estavam reunidos em uma capela no centro da prisão. Este composto foi um dos primeiros a ser consumido pelas chamas. Estima-se que cerca de 100 dos mortos eram “pastores de células”.
“No centro temos pastores e co-pastores que fazem o trabalho com os presos. Muitos deles fazem seu treinamento teológico para serem pastores aqui mesmo. Há cultos todos os dias, esse trabalho é apoiado por diferentes igrejas e ministérios. Há discipulado todos os dias pela manhã e à tarde. Eles faziam correntes de oração por pessoas que ainda estão envolvidas no crime”, concluiu.
Havia um sistema de “células”, onde um prisioneiro pregava toda noite, com aprovação das autoridades prisionais. Os líderes das células eram escolhidos de acordo com seu testemunho. Vários agentes penitenciários participavam, ouvindo a pregação dos líderes de cada célula.
Chinchilla e vários pastores começaram a dar apoio espiritual às famílias que perderam seus entes queridos depois do incêndio. Mas eles dizem que isso não impedirá a continuidade do ministério, que deve ser recomeçado assim que a penitenciária reabrir.
Um levantamento do ministério indica que cerca de 70 presos que cumpriram pena naquele presídio hoje são pastores de igrejas em diferentes partes de Honduras.
“Um amigo ficou preso 12 anos, tornou-se um pastor na cadeia, está livre e hoje lidera uma grande igreja de 400 membros. Graças a Deus aprendeu bem o que lhe foi ensinado”, diz Chinchilla.
O presidente de Honduras, Porfírio Lobo, prometeu uma investigação completa sobre o incêndio. Ele disse que “foi uma tragédia lamentável e inaceitável”. Investigações ainda devem aprontar a causa do fogo. A hipótese mais provável é que as más condições eléctricas provocaram o fogo.

Rogamos as orações do povo de Deus já que aqueles que evangelizamos presídios corremos muitos riscos. Ao contrario do que muitos pensam o fator de menor risco são os próprios detentos que na maioria dos casos tem extremo respeito por aqueles que levamos a palavra de Deus para eles.
No caso de nossos irmãos de Honduras o que tiro a vida deles foi o sistema de segurança que na hora do incêndio com medo de fuga em massa dos detentos os deixo sem condições de escapar do fogo.

Pastor Hugo Chavez

"Em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos irmãos;"  (II Coríntios 11 : 26).

Ex-travesti se converte e vira pastor.


Acompanhado da mulher e do filho de 1 ano, o pastor evangélico Joide Miranda, de 47 anos, que até os 26 era travesti, afirma que é possível deixar de ser homossexual. A partir de sua experiência pessoal, ele decidiu ajudar quem quer voltar a ser hétero, por meio da Associação Brasileira de ex-Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABexLGBTTs). "A homossexualidade é um vício que, muitas vezes, vem desde a infância. Achava que era impossível mudar, mas é uma conduta que pode ser desaprendida", diz o pastor.
O trabalho da associação vai contra a posição do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que orienta profissionais da área a não colaborar com serviços que ofereçam tratamento e cura para homossexualidade e não reforçem preconceitos sociais já existentes em relação ao tema.
Joide Miranda, que aos 14 anos assumiu a homossexualidade e agora se diz "completamente restaurado", pontua que o trabalho que desenvolve busca a cura e a mudança a partir da espiritualidade e da experiência de vida dele, embora avalie que a psicologia seria importante nesse processo. "Aqueles que querem deixar o estado da homossexualidade dizem que me veêm como referência", afirma o pastor, que depois da mudança retirou as próteses de silicone dos seios e o silicone industrializado dos quadris.
Ele explica que a entidade, que foi regulamentada em novembro do ano passado, dá suporte emocional a pessoas de vários lugares, inclusive do Japão, Espanha e França. Até hoje, segundo ele, mais de 500 homossexuais o procuraram. O pastor diz que os maiores motivos alegados para querer deixar a homossexualidade são a solidão e a insatisfação. "Fazemos acompanhamento por telefone, mas pretendemos abrir uma casa de apoio, uma espécie de albergue, para podermos auxiliá-los melhor", conta o pastor, que mora em Cuiabá com a família.
Um dos pilares da associação, segundo ele, é a estruturação familiar. Para o pastor, a desordem familiar tem grande parcela de responsabilidade nos casos de homossexualidade. Ele diz alertar os pais durante as palestras que ministra para que se atentem sobre o comportamento dos filhos, de modo que atuem de forma preventiva. "Um dos maiores fatores que contribuem para a homossexualidade são os abusos sexuais e a ausência de limites para as crianças", enfatiza, ao relatar que, aos 6 anos, foi abusado por um vizinho.
Além dos próprios homossexuais, Joide diz receber inúmeros telefonemas de mães que não concordam com a orientação sexual dos filhos. Ele diz que muitas delas pedem para conversar com a mãe dele, que, após muita insistência, conseguiu fazer com que ele fosse para a igreja. Antes disso, o ex-travesti morou em vários países, entre eles Itália e França, onde se prostituía.
Ele cita dois casos de ex-gays que teriam se tornado heterossexuais depois de receberem acompanhamento através da associação. Um deles na França, que morava com outro homem e hoje já está casado com uma mulher.
Outro é o caso de um ex-travesti do Maranhão, que colocou silicone até nos lábios e agora é missionário de uma igreja evangélica. "Quando a pessoa resolve mudar, o interior está todo bagunçado e demora algum tempo para mudar completamente, inclusive os trejeitos femininos", explica.

Casamento
No caso de Joide, a mulher Édna, que hoje o acompanha nas palestras em que dá o seu testemunho, foi quem o ajudou. "Falava para ele que não era para colocar a mão na cintura, nem cruzar as pernas como mulher", disse. Ela, no entanto, faz questão de enfatizar que se casou com um heterossexual e que nunca duvidou da mudança do marido. "Antes achava que gay era sempre gay, mas depois que o conheci mudei esse conceito. Não me importo em falar sobre o passado dele, pois falo de alguém que não existe mais", afirma.
Casada há 14 anos com Joide, Édna conta que os dois eram empresários e deixaram os negócios para ajudar as pessoas que pretendem deixar de ser homossexuais. "Só fazemos isso para que a nossa história possa ajudar outras pessoas". Ela conta que no início do relacionamento enfrentou certo preconceito por parte daqueles que não acreditavam na mudança de Joide.
No entanto, os dois afirmaram que o casamento não pode servir como uma "fuga". Antes de conhecer a mulher, o pastor disse não ter sentido atração por nenhuma outra pessoa do sexo oposto. "Tive tudo que um travesti sonha, como glamour e dinheiro, mas não era feliz. Sentia um vazio muito grande dentro de mim. Era uma vida de hipocrisia", recorda Joide, ao se dizer realizado hoje com a mulher e o filho, que foi adotado porque Édna não conseguia engravidar.
Na visão dele, a homossexualidade está na mente e, por isso, pode ser restaurada."Depois que fui abusado sexualmente, tive a minha heterossexualidade violada", afirma. Ele disse ainda que, quando foi molestado pelo vizinho, teve medo de contar para a família, principalmente ao pai, que era alcoólatra.

G1.

domingo, julho 01, 2012

A Cruz é a Ponte.

No antigo Israel, os escravos hebreus, pagavam suas dívidas através do trabalho. A força, os sonhos, toda a vida era dedicada ao seu senhor. Em Êxodo, vemos uma determinação divina para que os escravos fossem libertos no sétimo ano de serviço: "Quando você adquirir um escravo hebreu, ele servirá seis anos; no sétimo ano ele sairá livre, sem pagamento." (Êxodo 21:2)
Alguns escravos se apegavam tanto a seus senhores que poderiam optar por, voluntariamente, se entregarem como escravos daqueles senhores até o final de suas vidas, sem volta para a liberdade. Como um sinal da entrega, esses escravos furavam a orelha."Então, o seu senhor o levará aos juízes, e o fará chegar à porta ou à ombreira, e o seu senhor lhe furará a orelha com uma sovela; e ele o servirá para sempre", Êxodo 21:6. Escravos de orelha furada simbolizavam uma união de serviço e amor.

Deus nos convida através de Seu Filho Jesus a sermos servos. Esta servidão é o oposto da escravidão que exaure as forças humanas em causa alheia. Entregamos nos a Jesus como Senhor,  Ele pagou nossas dívidas, nos tornando livres do opressor. Esse é o que oprime em carga de culpa e infelicidade, aprisionando a alma em serviço de delito a liberdade. Jesus é a nossa liberdade. Não precisamos realizar grandes obras, ajuntar exorbitantes quantias, nos esmerar em ser o melhor ou o mais belo. O mérito dessa liberdade não é nosso, mas de Deus.
E nesse plano eterno e por vezes incompreensível, Ele estabelece um novo conceito de servidão, onde a liberdade é a moeda. É muito simples. O céu pagou nossa  dívida com o inferno. Já não pertencemos mais ao domínio do mal. Foi embora a culpa. Somos cheios de defeitos, e ainda assim amados com incondicional amor. Se antes o simbolismo da escravidão voluntária era a orelha furada, na nova aliança é um coração circuncidado, renovado, inteiramente entregue ao Reino.“Se, pois o Filho vos libertar verdadeiramente sereis livres” Jo 8:36. A cruz é o ponte que nos garante a entrada em um novo Reino de liberdade!
No mar do esquecimento
Nada em nós é suficiente para nos reconciliar com Deus. Apenas em Cristo recebemos a grande dádiva da justiça. Se Ele é justo, e habita em nós, nos tornamos justos naquilo que somos nEle: “Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira” Rm 5:9. Não precisamos temer a culpa, Ele nos faz livres! Tudo que precisamos  é receber as promessas em nosso ser e prosseguir confiando naquEle que nos resgatou. “Eu, eu mesmo sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro” Is 43:25.

Olhando para cruz
Em Cristo recebemos vitória, porque Ele nos diz: Fostes justificados pelo meu sangue! Aleluia! Chamei-te para a liberdade! “Não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão” Gl 5:1. Jesus liberta-nos para uma nova vida, essa liberdade nos dá constante alegria, uma paz que não se encontra em qualquer outro lugar. Quando a culpa e o pecado tentarem nos escravizar, olhemos para Cruz. Nela Jesus deixou o meu e o seu pecado, lá Ele nos resgatou para uma nova vida. " Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" Jo 3:16

Orelha Furada
Imagino os servos israelitas andando no meio do seu povo, com orelhas furadas. Sem emitir som, ou gesto, sem alarde, todos identificavam: "Eis um escravo, quem é teu senhor?" Assim se faz ao cristão, suas obras revelam o Senhor que os libertou: “Já estou crucificado com Cristo; e vivo não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne; vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim” Gl 2:20. Lembram do profeta Eliseu? A sunamita o recebia em sua casa para alimentar-lhe, seu comportamento chamou-lhe à atenção: "E ela disse a seu marido: Eis que tenho observado que este que sempre passa por nós é um santo homem de Deus" II Rs 4:9. O servo de Cristo, deixa sua marca por onde passa.

Libertos da Escravidão
Saiba que Deus o ama e te convida a servi-Lo, Ele pagou sua dívida, livrando-o do inferno, perdoando toda sua culpa. Ele te chama para algo novo e melhor, para a liberdade. Uma condição que o mundo jamais pode proporcionar. Uma paz, que a nada pode se comparar. Tudo que é necessário é um coração. Seu coração entregue a confessar: “Senhor Jesus me perdoa e me ajuda a prosseguir em novidade de vida, seja meu Senhor, eis-me aqui como servo”. Que Deus te abençoe e não temas porque nEle somos livres!

Que Deus os abençoe.

domingo, junho 24, 2012

Tenda dos Milagres está em Itarantim.

Uma enorme tenda armada ao lado do Fórum está sendo palco de louvores, adoração, curas e milagres. Trata-se do Projeto Tenda dos Milagres. Um projeto do Pr. Júlio Ribeiro que oferece experiência em 30 anos de ministério em trabalhos missionários por todo o Brasil e exterior.
Depois de viajar muito pelo Território Nacional fazendo a Obra de Deus, os Gideões Missionários, aterrissaram em Itarantim para mais uma jornada.
Muitos cristãos e não cristãos compareceram a Tenda dos Milagres na noite desta sexta-feira (22) e puderam acompanhar um culto abençoado e cheio da Graça de DEUS.


CLIQUE AQUI PARA VER AS FOTOS: http://itarantimonline.blogspot.com.br/2012/06/tenda-dos-milagres-esta-em-itarantim.html

Vale de Elah - Onde Davi Venceu Golias.


O lugar da batalha entre Davi e Golias ainda existe até nossos dias, preservado com o mesmo nome "Vale de Elah" : "Porém Saul e os homens de Israel se ajuntaram no vale de Elah, e ali ordenaram a batalha contra os filisteus" I Sm 17:2.  Elah significa carvalho, uma árvore muito comum na região.

Ainda é possível contemplar o riacho onde Davi ajuntou as cinco pedras que arrumou em uma funda, lançando-as direto no gigante Golias. O riacho atravessa o vale e recebe o nome de "ribeiro de Elah", é um riacho sazonal, seco na maior parte do ano. Por todo o riacho há abundantes seixos, pedrinhas de todos os tamanhos.
Nesse mesmo vale, Davi reuniu um exército de homens endividados em uma caverna "A caverna de Adulão". Adulão, é o nome de um sitio ao extremo leste do vale de Elah. Ainda hoje também é possível ver as inúmeras cavernas na região, mas é difícil afirmar em qual delas Davi se refugiou com os 400 homens, entre os mais pobres de Israel.
Fiquei fascinada em saber que esse lugar ainda reserva características do tempo Bíblico em que ocorreu a famosa batalha entre Israel e filisteus. Esse é um dos lugares que gostaria de visitar. Conhecê-lo, ainda que virtualmente, me fez compreender melhor os caminhos percorridos por Davi para driblar ou vencer ou inimigos.

Frio, fome, feras, armadilhas traiçoeiras, tudo isso ele enfrentou por amor a Deus e a seu chamado de Rei ungido em Israel. Para que alcançasse a glória, antes lhe foi dado o vale. Elah, também é conhecido como "vale das sombras" e creio, que nele Davi se inspirou para compor:
"O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta. Em verdes pastagens me faz repousar e me conduz a águas tranquilas; restaura-me o vigor. Guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome. Mesmo quando eu andar por um vale da sombra da morte, não temerei perigo algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem. Preparas um banquete para mim à vista dos meus inimigos. Tu me honras, ungindo a minha cabeça com óleo e fazendo transbordar o meu cálice. Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão todos os dias da minha vida, e voltarei à casa do Senhor enquanto eu viver." Salmos 23:1-6

Relembrar Davi no vale das sombras, me fez firmar mais um versículo no coração: "Mas Deus garante não nos dará provação maior do que podemos suportar" 1Co 10.13.
Davi poderia ter murmurado e lamentado enquanto esteve no vale, poderia ter desanimado, desistido, retroagido, mas não. Ele usou a geografia do vale a seu favor: a caverna para formar um exército, as pedrinhas para derrubar o gigante, os carvalhos para repousar à sua sombra... Isso nos diz algo?

SÉRIE ARTESÃ 2: A ARTE SECULAR DE JESUS, AS CATACUMBAS E AS GALERIAS DE HOJE


Há quem continue pensando que a arte seja um assunto secundário na vida cristã por achar que a Bíblia ignora este aspecto representativo. Lembremos que o Novo Testamento ratifica a primeira obra de arte da história da humanidade vista em Gênesis 1: “Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez” (Jo 1.3).
Obra de arte também foram as invenções de Jesus, homem que cotidianamente fazia uso das técnicas e lapidações para alcançar um resultado bonito e satisfatório para seus clientes. Ora, Jesus era carpinteiro, não esqueçamos. Mas, será se o nazareno só fabricava utensílios cristãos? É óbvio que não. Jesus não pensava como muitos crentes de hoje que dicotomizam as coisas por pura religiosidade equivocada.
Vendo por esse prisma, aqui temos um paralelo entre o humano e o divino, apontando para o eterno. Deus sendo glorificado pela Sua obra, a criação; e Jesus, trabalhando com a matéria-prima de sua morte: prego, martelo e madeira, onde desde pequeno já lidava com seu projeto de redenção, a Cruz!
O Pai (criador) e o Filho (redentor) eram artistas. Nós herdeiros, também somos e precisamos ratificar essa sensibilidade!
O que me angustia é notar que muitos cristãos ainda são viciados em mediocridade. Estes retiram as artes do itinerário por acharem que ela milita diretamente contra a fé, aí caem nas garras de uma indústria cultural evangélica pobre de conteúdo onde produtos “espirituais” são oferecidos como complemento de suas religiosidades. Frases como: “Essa música tem unção porque me arrepia, aquela não”!, “Na minha casa não entre CD do mundo”, “Esse utensílio é do capeta”, “Este livro é de um autor ateu, jogue fora”, são comuns entre os descrentes da arte.
É nesta roda viva que entra o velho debate da pobreza musical e da carência de outros ramos da arte no meio cristão como a pintura, poesia, literatura, etc. – coisa que muitos blog’s criticam e com razão -, contudo devemos não só criticar, mas iniciar uma verdadeira campanha de divulgação arte cristã de qualidade. Ela existe, cabe-nos irmos até ela. 
Voltando a história, lembremos-nos da igreja primitiva que sofreu forte perseguição dos romanos. Escondidos, os cristãos se reuniam nas catacumbas para aprender mais sobre Cristo e produzirem suas obras. Desenhos, acrósticos, textos, enfim, tudo era produto da criatividade da igreja e que demonstrava uma perspectiva de arte como representação da realidade e cosmovisão – tudo a ver com a arte dos mega shows, mercado, fama e grana não é?!
Contudo, observando para as circunstancias da igreja primitiva, penso: precisamos aprender com ela! Precisamos fazer com que nossas igrejas locais dialoguem de forma franca com a arte do seu tempo, sem abrir mão da cosmovisão cristã sobre as coisas.
Que se abra em cada igreja local uma galeria de artes. Exponha-se a criatividade desse povo que diz ter a mente de Cristo. Transforme-se a sociedade pela renovação do pensar de cada salvo. E que arte e fé caminhem como nos tempos de outrora, lado a lado!



quarta-feira, junho 20, 2012

É LÍCITO OS CANTORES GOSPEL COBRAREM CACHÊ PARA TOCAR EM IGREJAS?

Virou moda essa mania de cantor gospel cobrar cachê para cantar em Igreja. Há pouco fiquei sabendo de uma igreja pobre que durante meses organizou cantinas e almoços comunitários com objetivo único de levantar R$ 3.000,00 para um famoso cantor gospel.
Pois é, infelizmente em nome de Deus os denominados cantores gospel tem cobrado o olho da cara. Alguns destes possuem a cara de pau de cobrar R$ 10.000,00 por ministração numa igreja. Ora, isso é uma verdadeira aberração! Em um país de gente miserável e pobre, a igreja em vez de saciar a fome daqueles que anseiam por justiça e comida, comercializa a fé?
Hoje, um pastor amigo compartilhou no twitter que uma determinada cantora gospel foi convidada a cantar em uma praça. O convite incluia um cachê de 6 mil reais, contudo a cantora de GEZUIS, recusou, dizendo que o preço do seu show é 20 mil Reais.
Sinceramente esses cantores que se dizem vocacionados deveriam abrir mão dos cachês nababescos e viver como qualquer servo de Deus. É bem possível que ao ler a esta afirmação talvez você esteja pensado com seus botões: “Há, mais eles precisam viver, é certo que recebam!” Claro que é justo que recebam uma oferta como qualquer ministro cristão, todavia, existe uma diferença significativa entre receber uma oferta e cobrar milhares de reais por uma apresentação na igreja. Se não bastasse isso, tais cantores se locupletam de uma glória que não lhes pertencem, tomando para si a honra que pertence ao Senhor das nossas vidas.
Pois é, esta historia de artista gospel é uma verdadeira vergonha. Afirmar que suas apresentações fazem parte de um ministério cristão é no mínimo afrontar o conceito bíblico de serviço. Isto posto, repudio veementemente os que em nome Deus se locupletam da fé publica cobrando valores imorais por seus shows e apresentações dentro da igreja.
Que Deus tenha misericórdia desta geração!
***
Renato Vargens é pastor, conferencista e escritor. Divulgação: Púlpito Cristão.


quinta-feira, junho 07, 2012

CONVITE.


A Igreja Evangélica Pentecostal Os Escolhidos de Deus tem a honra de convidar a todos juntamente com a amada Igreja para comemorar o seu 1° aniversario a realizar-se nos dias 09 e10 de junho de 2012 ás 19:00 horas.

Programação:
Sábado 09/06: Pregador - Pastor Jocimar e cantores da terra.
Domingo 10/06: Manhã – ás 9:00 hrs. – Culto da Consagração e Santa Ceia / Pregador:  Pastor Cristiano.
Domingo à noite: Pregador Pastor Raniel e cantores da terra.

Igreja Evangélica Pentecostal Os Escolhidos de Deus - Rua José Duque Viana n° 21, Cajazeiras.

DEUS NÃO DEPENDE DE MÚSICOS SOBERBOS PARA RECEBER LOUVOR.

Este vídeo é simplesmente incrível!

Em dias de um cristianismo tão diluído e antropocêntrico, é sempre bom lembrar que Deus não depende de músicos orgulhosos, prepotentes e mercenários para receber louvor. Toda a criação adora a Deus (e você também está chamado a fazer isso!).




“Louvai ao SENHOR. Louvai ao SENHOR desde os céus, louvai-o nas alturas.
Louvai-o, todos os seus anjos; louvai-o, todos os seus exércitos.
Louvai-o, sol e lua; louvai-o, todas as estrelas luzentes.
Louvai-o, céus dos céus, e as águas que estão sobre os céus.
Louvem o nome do SENHOR, pois mandou, e logo foram criados”.

(Salmos 148:1-5).

quinta-feira, maio 31, 2012

IVETE SANGALO (A LOBA DOIDA) AGRADECE A DEUS E “LOUVA” COM CANÇÃO DE THALLES ROBERTO.




Que lindo gente, isso mostra que a Loba doida está se convertendo aos poucos! #FALASÉRIO. No gospel, a qualidade da semente é duvidosa, além dela ser jogada de todo jeito. Muitos solos parecem curti-lo tanto a ponto de se emocionarem, cantarem, e fazerem supostas declarações de amor. Solo rochoso. Sem raiz.

Postado por Antognoni Misael. Divulgação: Púlpito Cristão.

A pomba, a Oliveira e a Redenção.



"E a pomba voltou a ele a tarde: e eis arrancada uma folha de oliveira no seu bico; e conheceu Noé que as águas tinham minguado sobre a terra" Gn 8:11.

Há muitos séculos a oliveira é utilizada como símbolo da paz, imperadores romanos já se valiam da planta para divulgarem um reino: Próspero, pacífico e abundante.

Atenas tem a oliveira como árvore protetora da cidade, tudo porque uma lenda conta que na disputa de "deuses" para dar nome à cidade, a "deusa" Atenas, presenteou-a com oliveiras e seu produto nobre; o azeite. Não tendo ninguém conseguido superar o seu feito, a cidade ficou sendo chamada Atenas.

Também foi em Atenas que surgiu a tradição de presentear atletas vencedores com coroas de oliveiras. Os ramos de oliveiras eram recolhidos com facas de ouro. Não existiam as medalhas olímpicas, sendo as coroas o prêmio máximo concedido aos ganhadores.
Até hoje, essa tradição permanece e em qualquer nação ou modalidade desportiva, atletas recebem coroas de oliveiras como prêmio.

Enfim, a oliveira e seu produto, o azeite, considerado "fonte de ouro" pelosextrativistas, sempre estiveram ligados a paz e vitórias.

A pomba como símbolo da paz
A primeira vez que a pomba e a oliveira aparecem juntas é no livro de Gênesis, um símbolo que tem sido utilizado secularmente para representar a paz universal.

O partido socialista soviético utilizou-o como campanha de convocação a "paz universal". A pedido deStalin, o grande pintor Picasso, reproduziu a pomba com o ramo de oliveira. A imagem, reproduzida pelo artista, percorreu o mundo.

A pomba, A Oliveira e a Redenção
A pomba, em Génesis simboliza o Espírito Santo, tal qual no Evangelho de João 1:32, quando ela desce sobre Jesus, na ocasião de seu batismo. O ramo de Oliveira, simboliza a própria Oliveira que É Cristo Jesus. A aparição da pomba com o ramo de Oliveira no bico significa a Redenção da humanidade através de Cristo Jesus.Deus, não mais destruiria os homens desobedientes, mas, lhes daria uma oportunidade de recomeçarem uma nova vida. A pomba e a Oliveira seriam vitais nesse renascimento.

O símbolismo sécular, as invenções humanas, os clamores pela paz, as vitórias conquistadas coroadas de glória, os prósperos impérios, as ricas cidades, nada disso é válido se não estiver ligado a Verdadeira Oliveira. Tudo passa, apenas permanece o Eterno Reino da Justiça. É através D'Ele que se conhece a Verdadeira Paz. 

Aquele que recebe a Oliveira, trazida pelo Espírito Santo não mais seria destruido: "Porque a lei do Espírito de vida em Cristo Jesus , me livrou da lei do pecado e da morte" Rm 8:2.

Fontes:
www.azeite.com
www.aliberdadedeescrita.com.br

sexta-feira, maio 18, 2012

Bombeiros choram ao ver pastores morrerem cantando.


Saindo um pouco do contexto Limoeiro, gostaria de partilhar com vocês uma história bem comovente que aconteceu trecho da BR 101 que liga Serra a Cariacica. A triste história aconteceu bem assim:

Dois pastores evangélicos e um motociclista morreram num acidente envolvendo sete veículos, na Rodovia do Contorno, trecho da BR 101 que liga Serra a Cariacica.

Os religiosos pertenciam à Igreja Assembleia de Deus e haviam saído de Alegre, município da Região Sul do Estado, rumo a uma convenção estadual da igreja em Nova Carapina II, na Serra.

Tudo começou quando um caminhão freou por causa do intenso fluxo de carros no sentido Cariacica - Serra. Os veículos que vinham atrás dele frearam também, mas o último caminhão - de uma empresa de cerveja - não conseguiu parar a tempo. Com isso, os veículos que estavam à frente foram imprensados uns contra os outros.

Os pastores José Valadão de Souza e Nelson Palmeira dos Santos e o motociclista Jonas Pereira da Silva, 52 anos, morreram no local. O mais comovente do triste episódio, foi o relato dado por 2 pastores sobrevivente, e pelos bombeiros que tentavam tirar os pastores ainda com vida, que estavam presos nas ferragens.

As testemunha citadas acima, contam que os pastores ainda com vida e presos nas ferragens, em meio a um mar de sangue que os envolvia, começaram a cantar o Hino 187 da harpa cristã:


"Mais perto
Quero estar meu Deus de ti!
Ainda que seja a dor
Que me una a ti,
Sempre hei de suplicar
Mais perto
Quero estar meu Deus de ti!..."

Aos poucos suas vozes foram silenciando-se para sempre.

As lagrimas tomaram conta dos bombeiros, acostumados a resgatar pessoas em acidentes graves, porem jamais viram alguém morrer cantando um hino; como foi o caso dos pastores Nelson Palmeiras e João Valadão

segunda-feira, maio 14, 2012

O Encontro de Jesus Com Nicodemos.



Era noite em Jerusalém, a luz da lua refletia nas pedras que revestiam as ruas da cidade. Soprava um vento frio e havia poucas pessoas pelos becos. Nicodemos, príncipe dos judeus, sabia que próximo a sua casa Jesus estava reunido com os discípulos. Ele especulara durante todo o dia, planejando um encontro com Aquele que lhe causava espanto: Quem era Jesus afinal?

O importante homem da sinagoga calça as sandálias e põe a capa, cobre bem o rosto e segura firmemente o tecido com as mãos à altura do pescoço. Nicodemos estava certo, determinado a tirar todas as suas dúvidas. Caminha apressadamente, olhando para os lados e enfim bate á porta da pequena casa. Lá estava Jesus, rodeado pelos discípulos que O ouviam atentamente.

Nicodemos?! Espantados, alguns olhares se entrelaçam em incertezas: Por quê? O que faz ele aqui? Para dois ou três presentes, não era surpresa a chegada de Nicodemos, eles o haviam orientado sobre dia, hora, local e teor dos encontros.

Sem se importar com os murmurinhos causados por sua chegada, Nicodemos acomoda-se e no momento oportuno revela o motivo de sua ida: “Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele.” Jo 3:2. “Jesus respondeu: Na verdade, na verdade, te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” Jo 3:3.

A resposta de Jesus deixa Nicodemos ainda mais confuso. Ele não compreendia a linguagem do alto porque seu espírito estava corrompido pelas muitas letras, pela racionalidade das coisas. Tantos anos estudando as escrituras, ensinando na sinagoga sem nunca ter se detido a “nascer de novo”. Onde estava escrito esses termos? Em que livro, capitulo, versículo? “Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer de novo? Jo 3:4.

“A idade embriológica da gestação é contada a partir da fecundação do óvulo. No entanto, é praticamente impossível a identificação do momento em que ocorreu a fecundação ou a data correta do coito ou da ovulação. Por isso, convencionou-se contar a idade da gravidez a partir de um marco mais fácil de identificar: o primeiro dia do último período menstrual da mulher. Trata-se da idade obstétrica da gravidez.” (fonte)

Jesus falava de um nascimento espiritual, onde brotaria no âmago do ser, no espírito, o fruto da fecundação, do encontro entre Deus e o homem.  Em que momento da vida de Nicodemos ele despertou para Deus? Em que momento da minha e da sua vida, passamos a acreditar em algo maior e superior a reger o universo? Talvez na infância, quem sabe na juventude, talvez seja impossível determinar o despertar da fé, mas certamente existiu um momento em que o “óvulo foi fecundado”.

Nicodemos conhecia em parte. Era um relacionamento superficial, onde a lógica imperava. Ele perguntava e sua mente respondia tudo parecia ir muito bem, até o dia em que percebeu a esterilidade dos seus ensinamentos: Ele continuava infeliz. A Palavra pregada por Jesus era a mesma que Nicodemos lia dia após dia: Moisés libertando os cativos e Deus operando maravilhas no deserto, o que estava errado? “Nicodemos, tu és mestre em Israel e não sabes o que é nascer de novo?” Jo 3:10.

Aquele encontro seria o marco na vida de Nicodemos, o dia da “idade obstétrica”.  Que gravidez tão longa! Nicodemos era um senhor de barba branca, porém criança no Reino!“Na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus. Aquele que não nascer da água e do espírito não pode entrar no reino de Deus” Jo 3:5.

Jesus mexeu com as entranhas do mestre que pensara conhecer muito bem sobre circuncisão de coração. Então era isso! E como Moisés era um tema conhecido de Nicodemos, Jesus cuida de fazê-lo compreender melhor a mensagem: “Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o filho do homem seja levantado. Para que todo aquele que nele crê não pereça mais tenha a vida eterna” Jo 3:14: 15.

Do encontro entre Jesus e Nicodemos surgem os arrebatadores versículos responsáveis pela entrada de muitas pessoas ao Reino. A lição não era apenas para o determinado fariseu que percorreu a escuridão da noite em direção aquele encontro, era para mim e para você, para a eternidade.

Não vejo Nicodemos como um covarde, por se esquivar da fúria de seus contemporâneos, indo ter com Jesus à noite. O vejo como um corajoso homem que venceu a si mesmo e humilhou-se em busca da verdade.  Muitos versículos depois, vamos reencontrar Nicodemos, juntamente com José de Arimatéia preparando o sepultamento de Jesus (Jo 19:38, 42). Ele já, andava na Luz, que é Jesus.

O encontro entre trevas e Luz, Nicodemos e Jesus, traduz a acessibilidade ao Reino: É para todos os que buscam, crêem. O fariseu, de barba grisalha não foi expulso daquela reunião, nem massacrado, nem ouvido com sarcasmo, menosprezado. Jesus o amou, o recebeu por seu, e desvendou-lhe o Reino dos céus.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” Jo 3:16

É assim também conosco. Como estamos, onde e por quê? Jesus se interessa por nós. Simplesmente ama e nos aguarda para uma reunião particular, para um encontro, um marco, que será lembrado como o dia do “novo nascimento”. Aquele em que esquecendo o que para trás ficou, tudo se fez novo (II Cor 5:17).

Nicodemos já não ensinava mais sobre Páscoa como sendo um acontecimento apenas histórico, mas também espiritual, já não era o mesmo. Acredito que ele tenha sido um discípulo frutífero, conduzindo outros ao Reino. Inesquecível aquele encontro! Nicodemos saiu vitorioso! É isso que significa seu nome: em grego Νικοδημος (Nikodemos) que significa "vitória do povo", do grego νικη (Nike) "vitória e"δημος (demos) "o povo" . Todo aquele que tem esse encontro com Jesus, é vitorioso, porque no novo nascimento está o sentido da vida, da morte, da eternidade. É a saída das trevas e a entrada para a Luz, tendo como Senhor e Mestre, Jesus. 

Wilma Rejane

quinta-feira, maio 10, 2012

Entrevista com o cientista cristão Luis Pianowski.


Farmacêutico pela Universidade Estadual de Ponta Grossa/PR e PhD em Tecnologia Farmacêutica pela Faculdade de Farmácia do Porto, o Dr. Luis Pianowski participou do desenvolvimento de vários produtos do mercado farmacêutico e atualmente é coordenador geral de uma pesquisa para o combate do câncer utilizando-se a planta aveloz, e ainda coordena estudos pré-clínicos para um medicamento contra o HIV. Nesta entrevista concedida à UBEblogs ele fala sobre suas pesquisas, a relação entre fé e ciência, sua conversão e sobre seu blog afiliado.

UBEblogs -  Quais são os trabalhos científicos que o Sr. tem desenvolvido?
Pianowski - Tenho mais de 25 patentes e vários produtos no mercado em que participei ativamente do desenvolvimento, como Acheflan, Sintocalmy, Giamebil etc.
Hoje estamos estudando um medicamento para câncer em fase II (humanos) em vários hospitais, para câncer de próstata e logo reiniciaremos com o de mama.
Estamos para começar na Alemanha a Fase I (em humanos) de um remédio inovador para dor e inflamação.
E trabalhando muito num produto revolucionário para HIV. Diferente dos outros que existem no mercado esse tem se mostrado muito ativo in vitro para tirar o vírus da latência, isso é fazê-lo sair do “esconderijo” e as drogas antivirais os destruírem. O próximo passo é testar em macacos Rhesus nos EUA. Que deverá acontecer em um ou 2 meses.

UBEblogs - Existe dicotomia entre fé cristã e ciência?
Pianowski  - Na minha opinião a dicotomia só existe por parte daqueles que não creem e tentam colocar a ciência como real e a fé como utopia.
Acontece que quanto mais nos aprofundamos na ciência vemos o quanto é difícil ser ateu. Deuteronômio 29:29 trás o que nos pertencem e o que pertencem a Ele.
Quando vejo o funcionamento perfeito de uma célula ou a perfeição do cosmos fico extasiado e me lembro do Salmo 19:1 “Os céus proclamam a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos”. Existe uma síndrome do reducionismo que o  escritor Philip Yancey muito bem colocou. E eu acrescento o homem somente nomeia ou descobre aquilo que Deus fez.

UBEblogs - Fale-nos sobre a sua conversão e caminhada cristã.
Pianowski  - Tinha 17 anos e morava em Castro-PR, estava indo a uma igreja Presbiteriana e um belo dia ao ouvir uma cantata sobre o filho pródigo entreguei minha vida a Jesus. 37 anos depois continuo na caminhada e com várias experiências pessoal com o ES. Todas muito marcantes, tanto na vida pessoal como profissional. Na profissional meu eterno orientador é Jesus, do qual recebo inspiração e respostas. Hoje pela graça Dele sou chamado em vários lugares no Brasil e no mundo para levar palavra, o que me deixa muito feliz. Sou um pesquisador Cristão ou melhor um Cristão pesquisador.

UBEblogs  - Qual o objetivo de criar o blog?
Pianowski  - Os objetivos foram basicamente dois: 1) Deixar claro que sou cristão mostrando a coerência dos fatos científicos com a fé; b)  Escrever pequenos artigos que vou aumentado e transformando em capítulos de um livro que pretendo publicar.

UBEblogs  - O Sr. acha importante a participação dos cristãos na blogosfera? Por quê?
Pianowski   - Devemos ser sal e não só dentro do “saleiro” (igreja). O sal deve atingir o máximo de pessoas possíveis (inclusive escrevi sobre o sal no blog) e a internet é o saleiro virtual. Ora se temos um saleiro tão abrangente assim, que chega nas mesas, digo computadores de todos porque não usá-lo? O blog é um lugar para exteriorizarmos o que o nosso coração possui, portanto o Cristão deve usá-lo em abundância, pois todo Cristão espiritualmente possui um coração que bomba o “sangue de Jesus”.

Acesso o blog do Dr. Pianowski: Fé e Ciência.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...